Nos Curta no Facebook

Fecha em 30 Segundos...!!!Fechar Agora X

Sites Realizados - Testimonial - Fotos

O Câncer é um Grande Negócio Lucrativo. 100% dos Médicos são Submissos. Precisamos dar Início ao Enfrentamento !

É como a máfia comunista que controla sindicatos, políticos, juízes, imprensa e ensino para ganhar dinheiro. Os médicos são controlados pela máfia CFM, ANVISA...

No Brasil tratamento com células-tronco custa um mínimo de R$100.000,00 e o mesmo tratamento, também conhecido por regeneração celular, custa o equivalente a R$15.000,00 na Indonésia e Malasia.

Exatamente o mesmo procedimento de tratamento com células-tronco são feitos por veterinários no Brasil por R$3.000,00 (leia grande artigo com fontes de informações sobre tratamento com células-tronco aqui).

9- Dra. Johanna Budwig descobriu a cura para o câncer em 1951… Mas “ELES” esconderam isso de ti!

Curava 9 em cada 10 casos - indicada ao Nobel 9 vezes

"A Dra. Budwig ao meu conhecimento tinha mais de 1.000 sucessos documentados. No entanto, seu trabalho não era popular com a indústria de Oncologia da Europa. Suas idéias teriam significado uma série de perdas na indústria alimentar [também], especialmente na indústria de gorduras." (continua no item 9 abaixo)

A Indústria do Câncer Manuais Merck e outras comprovações

Os manuais Merck são para médicos e dizem que temos que fazer exames constantes para verificar os níveis de Bicarbonato de Sódio em nosso organismo. O Bicarbonato é produzido por nosso próprio organismo...Abaixo o link para o site da Merck...

A USP descobre que a fosfoetanolamina sintética, já existente e barata, é eficaz contra o câncer, muitos relatam a comprovação, então um juíz dá uma liminar para a distribuíção gratuita. O pesquisador da USP foi preso...

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/10/decisao-que-liberou-capsulas-paciente-com-cancer-foi-excepcional-diz-ministro-fachin.html Liminar 2015

http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2015/08/consciencia-em-paz-afirma-homem-preso-por-doar-capsula-contra-cancer.html Carlos Kennedy Witthoeft quis produzir as cápsulas após ver a melhora da mãe e foi preso...

Prêmio Nobel da Medicina, Dr. Richard J. Roberts, faz graves acusações às pesquisas das farmacêuticas

http://180graus.com/farmacia/premio-nobel-da-medicina-richard-j-roberts-faz-graves-acusacoes-as-pesquisas-das-farmaceuticas

O vinagre modificado com sal de cozinha, algo tão comum e barato que não pode ser patenteado cura alguns tipos de câncer fazendo que o organismo reconheça as células câncerigenas e as destrua... Mas médicos de todo o mundo perdem o diploma...

Lawrence Burgh médico oncologista ao ser diagnosticado com câncer se automedicou com DCA ( dicloroacetato de sódio ), e sarou, mas para não perder o diploma ele pede que as pessoas façam isto acompanhadas por um médico...

Universidade de Alberta no Canadá - Dicloroacetato composto é uma droga barata e relativamente não tóxica que afeta o crescimento dos tumores

Fapesp - Investigação do dicloroacetato de sódio (DCA) para tratamento de neoplasias caninas: ensaios pré clínicos in vitro e in vivo

sodium dichloroacetate - Como produzir?

Basta uma salada temperada com vinagre de maçã, cuja base é o ácido acético, acrescida de sal de cozinha, o cloreto de sódio...

1- MÉDICO ITALIANO CURA CÂNCER COM BICARBONATO DE SÓDIO (SONRISAL - FERMENTO QUÍMICO ROYAL) - CURA MELANOMAS (CÂNCER DE PELE) COM TINTURA DE IODO. O IODO AINDA É USADO EM TODO O MUNDO, PELAS SUAS PROPRIEDADES FUNGICIDAS JÁ OS EGÍPCIOS O USAVAM NA MEDICINA E MUMIFICAÇÃO.

2- VÍDEOS DO MÉDICO DR. SIMONCINI ENSINANDO A TÉCNICA - RELATOS DE PACIENTES CURADOS - AS MENTIRAS PARA GANHAR DINHEIRO COM CÂNCER...

3- Reportagem da BAND sobre COMISSÃO QUE LABORATÓRIOS PAGAM AOS MÉDICOS e 75% dos REMÉDIOS fazem muito mal.

4- Como na indústria de quebra de moral instituída pelo PT e agora revelada por TUMA, havia a MORTE REAL de quem descobrisse ALTERNATIVAS AO PETRÓLEO nos anos 60/70/80. A grande mídia ignora, ou suja quem dá prejuízo, ou diminuiu lucros de laboratórios e médicos, veja a sujeira abaixo (4).

A UNIVERSIDADE HEBRAICA DE JERUSALÉM CURA CÂNCER COM CANNABIDIOL, ÓLEO DE CANNABIS (MACONHA) DE TÃO BARATO É ENVIADO GRÁTIS PELO CORREIO para todo o mundo, MAS NO BRASIL É PROIBIDO http://www.cancer.gov/cancertopics/pdq/cam/cannabis/healthprofessional/page4 (INSTITUTO DO CÂNCER NOS EUA) 03/04/2014 JUSTIÇA ORDENA O TRATAMENTO COM CANNABIDIOL NO BRASIL.

5-Na década de 1970, Dr. Burzynski fez uma descoberta notável que ameaçou mudar a face do tratamento do câncer para sempre. Seu tratamento não-tóxico poderia ter ajudado a salvar milhões de vidas ao longo das últimas duas décadas, isso se sua descoberta não fosse criminosamente suprimida pelo governo dos EUA, enquanto sua terapia, chamada de "antineoplastons", mostrava ser efetiva para ajudar a curar algumas das mais " incuráveis" formas de câncer terminal. Vídeo de pacientes terminais (já desenganados) curados.

6- NOVO TRATAMENTO DE CÂNCER - 09/05/2014 - Pesquisa mostra que imunoterapia pode tratar o câncer - SEM AGRESSÃO - A indústria do câncer vai derrubar isto.

7- Cannabidiol, cura câncer, eplepsia, crohn....

8- O que a Indústria do Câncer não quer que você saiba

9- Dra. Johanna Budwig descobriu a cura para o câncer em 1951… Mas “ELES” esconderam isso de ti!

Curava 9 em cada 10 casos - indicada ao Nobel 9 vezes

"A Dra. Budwig ao meu conhecimento tinha mais de 1.000 sucessos documentados. No entanto, seu trabalho não era popular com a indústria de Oncologia da Europa. Suas idéias teriam significado uma série de perdas na indústria alimentar [também], especialmente na indústria de gorduras."

Teste Precoce de Câncer por apenas US$0,03 - três centavos de Dolar - www.curapelanatureza.com.br - veja.abril.com.br nos EUA. No Brasil é proibido pela AMB, CFM, STF...

1- O médico italiano,  Dr. Tullio Simoncini, descobriu algo simples que considera a causa do câncer

Dr. Tullio Simoncini
Inicialmente banido da comunidade médica italiana, condenado por homicídio culposo (perdeu 1 paciente em técnica considerada fraudulenta - o manual MERK ao final da página diz que Simoncini está certo... Muitos pacientes declaram cura em vídeo... Muitos procedimentos em vídeo). Simoncini observou que todo paciente de câncer tem aftas.

Conhecido da comunidade médica, mas sempre foi tratada como uma infecção oportunista por fungos - Candida albicans ( IMAGINAVA-SE SURGIR PÓS-CÂNCER ). Simoncini achou muito estranho que todos os tipos de câncer tivessem essa característica, ou seja, vários são os tipos de tumores mas têm em comum o aparecimento de aftas no paciente.
Então, pode estar ocorrendo o contrário, pensou Simoncini. A causa do câncer pode ser o fungo.

E, para tratar Candidíase, usa-se um medicamentos mais simples que a humanidade conhece: o bicarbonato de sódio. Assim Simoncini começou a tratar seus pacientes com bicarbonato de sódio, não apenas ingerível, mas DIRETAMENTE aplicado nos tumores.
Resultados surpreendentes começaram a acontecer...

Câncer de próstata, pulmão, e intestino desapareciam como mágica, junto com as Aftas. Vídeos e relatos de pacientes.

Centenas de pacientes de câncer foram curados assim e hoje comprovam com seus exames os resultados magníficos do tratamento.

Lá estão os métodos utilizados para aplicação do bicarbonato de sódio sobre os tumores.

Quaisquer formas de câncer podem ser curados com esse tratamento simples e de baixo custo.

Milhares de Blogueiros pagos desmentem Simoncini, mas confrontei seus estudos com os MANUAIS MERK e coloquei os resultados no artigo 4º abaixo.

Homeopatia recomenda tratar tumores com bórax, que é o remédio para aftas. Os macrobióticos consideram o câncer uma manifestação natural do meio ácido (sabido por todos há anos).

CONHECI MÉDICO EM SANTOS QUE RECEBIA PAGAMENTO INTEGRAL DE VIAGENS À PARIS PARA RECEITAR E FAZER RELATÓRIOS PARA A ACHÊ DIZIA TER SIDO PROFESSOR DE MEDICINA EM PARIS ESTE MÉDICO ALEGOU QUE DRA. EMÍLIA Inoue SATO, DA UNIFESP, ERA APENAS UMA COLEGA, POR ALEGAR QUE 1 EM CADA 10 PACIENTES TINHAM REAÇÃO CONTRÁRIA AOS REMÉDIOS, E QUE NÃO A CONSIDERASSE, MAS ESTE É EXATAMENTE MEU CASO.

TAMBÉM EM SANTOS, MÉDICO RECEBIA R$35.000,00 MENSAIS DE FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO - PAGAVA MERCHANDISING PARA O JORNAL "A TRIBUNA" FAZER FALSAS ENTREVISTAS SEMESTRAIS

2- A MAIOR MENTIRA DE ONCOLOGIA ORTODOXA

Durante muito tempo, agora nós nos tornamos acostumados a espera de ouvir notícias sobre o progresso e as conquistas científicas da humanidade com grande interesse, a partir da descoberta de rochas lunares a de água em Marte e, a partir da clonagem da ovelha Dolly, a energia solar movendo automóveis.

Estamos sempre admirados e fascinados pelo potencial cognitivo da humanidade, ao sentir um profundo sentimento de admiração pelo que o cientista, ou pesquisador que tem sido capaz de obter algum resultado excepcional.

Este sentimento positivo é astutamente explorado em medicina e, especialmente, na área da oncologia, mascarando ou suavizando a condição de falência em que essas disciplinas têm sido por duas décadas, enquanto com sucesso convence a opinião pública de que o que é feito é o máximo que pode ser feito.

Como em um filme dirigido habilmente, uma descoberta importante na área da genética, biologia molecular ou outro campo é publicado com uma cadência quase que mensalmente. Uma descoberta capaz de permitir a produção de novas drogas que são eficazes contra o câncer. No entanto, estas descobertas que são apregoadas pelos os meios de comunicação em todos os lugares são como meteoros no céu que pontualmente se desvanecem no escuro e são prontamente esquecidos.

Desta forma, os cientistas que, na realidade não concluem nada, conseguem alcançar objetivos: o da sociedade engananda a despeito do fato de que a morte precoce afeta-lo como um furacão seria normal, e continuar a obter financiamento e subsídios para os estudos que são tão inúteis como elas são infinitas.

A estratégia implementada para perpetuar esta situação grotesca é baseada em vários elementos importantes:

1 - adopção de um campo de investigação - genética e biologia molecular - que não é acessível para a grande maioria das pessoas, os médicos incluídos.

2 - refino e restrição de investigação para o nível mais infinitesimal de investigação, o que só pode ser realizado com instrumentação extremamente caros e sofisticados.

3 - produção de uma linguagem simbólica que é muito complexo e articulado, portanto, difícil de adquirir e mestre em sua estrutura e em sua constante mudança.

4 - Reconhecimento exclusivo aos biólogos que têm poder cognitivo e interpretativa dos fenômenos moleculares, com a conseqüente marginalização do papel do médico.

5 - produção de sujeitos emocionalmente sugestivos de pesquisa escolhidos a partir de um mar de obviedade, no entanto, enfatizou a cada vez como marcos nas batalhas contra o câncer.

6 - propaganda de mídia sustentada por uma rede poderosa e densa de conluios científicos, jornalísticos e políticos.

7 - ampliação e divulgação dos sucessos da investigação oncológica, que na realidade são falsas ou aleatórias.

8 - repressão e controle por meio de barreiras institucionais e metodológicos de correntes de pensamento que são ou inovador ou crítica do sistema.

9- esconder da sociedade que veterinários cobram de R$2.000,00 à R$3.000,0 pelo mesmo procedimento, tempo, materiais, aparelhos e técnica que os médicos utilizam para tratamentos com células tronco e cobram de R$100.000,00 à R$200.000,00

VÍDEOS E RELATOS (mais detalhado, mas em italino) Menos Detalhado Menos detalhes e com legendas PT-BR

3- Reportagem da BAND sobre COMISSÃO QUE LABORATÓRIOS PAGAM AOS MÉDICOS para remédios desconhecidos. 75% fazem muito mal.

- vídeo 1 TV BANDEIRANTES

   

- vídeo 2 TV BANDEIRANTES

   

4- Este artigo procura desacreditar o Dr. Simoncine, mas abaixo coloquei link de pesquisa do laboratório MERK, onde se confirma que nosso organismo produz BICARBONATO DE SÓDIO e quando algum fator causa o desequilíbrio, torna-se um caso METABÓLICO GRAVE.

Bicarbonato de sódio cura o câncer? A fraude do doutor Tullio Simoncini.

Texto de mensagem diz que médico italiano usa o prosaico bicarbonato sódio para curar o câncer.

Começando pelo começo: não dê atenção a mensagem sem autoria definida que propaga efeitos milagrosos do quebra-facão, da graviola ou do bicarbonato de sódio no tratamento do câncer ou de qualquer outra doença. Converse com o seu médico e veja o que ele diz.

Vejamos alguns pontos questionáveis da mensagem.

Um médico italiano descobriu algo simples que considera a causa do câncer.
Milhares de cientistas em todo o mundo estudam as causas e o tratamento do câncer.

Caso o tratamento proclamado fosse realmente eficaz não há dúvida de que o nome do médico seria citado e ele teria obtido o reconhecimento da comunidade científica. Seria grande injustiça esquecer o nome de tão importante cientista.


foi aplaudido de pé na Associação Americana contra o Câncer.
Não existe tal entidade. Existem a American Cancer Society, Inc. e a International Union Against Cancer, duas entidades distintas.

Esse médico achou muito estranho que todos os tipo de câncer tivessem essa característica, ou seja, vários são os tipos de tumores mas têm em comum o aparecimento das famosas aftas no paciente.
Tal raciocínio é tão válido quanto achar que tomar sorvete provoca afogamento, pois o número de afogamentos aumenta durante o período de maior consumo de sorvete: o verão.


muitíssimos pacientes de câncer foram curados.
Nenhum texto confiável apresentaria resultados de forma tão vaga:muitíssimos. Ele diria que de cem pacientes tratados com a droga tal foram obtidos os seguintes resultados etc...

Lá estão os métodos utilizados para aplicação do bicarbonado de sódio....
Lá onde?


Parece brincadeira, né?
Sem dúvida. É isso mesmo. Ou melhor, é pior que isso: é irresponsabilidade acenar com tratamentos milagrosos.


por que a grande imprensa não dá a menor cobertura a isso?
Ela tem boas razões para não propalar inverdades.


O médico teve que construir um site, para divulgar o seu trabalho de curar o câncer...
Teve que construir um site? Isso não é grande coisa. Mais adiante veremos que, em tal saite, o médico, além de divulgar sua poção milagrosa, também vende os seus livros.


Repasse, gente. Milhares estão pela hora da morte por causa dessa doença.
Não faça isso. Não repasse a mensagem.


Qual o perigo de afirmações como a contida na mensagem? Vários tipos de câncer têm cura quando tratados logo no início da doença. Pode acontecer de alguém ir na conversa do bicarbonato milagroso, não se tratar em tempo e quando for procurar o médico talvez já seja tarde de mais.


É POR ISTO QUE A NOTÍCIA ESTÁ RESERVADA A PEQUENOS CÍRCULOS ?!?!?!?
Está reservada a pequenos círculos porque o suposto tratamento não encontra respaldo no meio científico.

E quem é esse médico?

O ex-médico Tulio Simoncini nasceu na Itália e se formou em 1976. Teve a licença cassada devido a fraude e exerce ilegalmente a profissão. (Veja o vídeo Simoncini hidden camera.)
Teve licença recuperada nos EUA.

Em seu sítio, o ex-médico afirma: a Cândida albicans é a causa do câncer. (Candida Albicans: Necessary and Sufficient Cause of Cancer.) Veja também a página em português.

Ao pesquisar simoncini na página da UICC - International Union Against Cancer retorna a resposta: Your search yielded no results.

O mesmo termo pesquisado em American Cancer Society, Inc. retorna dois resultados. No artigo Sodium Bicarbonate os autores afirmam que não existem evidências científicas que comprovem a eficácia da utilização do bicarbonato de sódio no tratamento do câncer.

Se nada disso bastasse para levantar dúvidas a respeito do tratamento com bicarbonato de sódio, há que se buscar as publicações nas quais Tullio Simoncini apresentou suas descobertas. Quantos casos tratou, quais os resultados obtidos, qual o índice de óbitos, quais as curas totais, qual a universidade ou instituição de pesquisa que corrobora as pesquisas realizadas.

E também em quais congressos ou encontros científicos o ex-médico apresentou suas descobertas.

 

Cancer se cura con Bicarbonato de Sodio Entrevista Dr_ Tullio Simoncini.

 

Simoncini hidden camera. Câmara escondida flagra atividade ilegal do ex-médico. A consulta custa €120. Sem recibo :)


O artigo Candida and Fake Illnesses (publicado porsciencebasedmedicine.org em 25 de setembro de 2013) diz o seguinte:

"Consumidores experientes aprenderam ao longo dos anos que o principal objetivo do marketing é criar demanda para um produto ou serviço.
...
"Este tipo de "demanda artificial" criada pelo marketing pode ser muito traiçoeiro quando ocorre com os produtos e serviços médicos. A indústria farmacêutica tem sido acusado de gerar demanda artificial para alguns de seus medicamentos.
...
"Também é fascinante que um oncologista em Roma, Dr. Tullio Simoncini, afirme que o câncer é um fungo e, na verdade, uma forma avançada de supercrescimento de cândida."

Steven Novella, autor do artigo, conclui:

"Não há absolutamente nenhuma ciência por trás da afirmação de que 90 por cento da população "tem um problema com cândida" ou que Candida provoca câncer, ou que o câncer é, na verdade, uma infecção fúngica."

http://www.quatrocantos.com/LENDAS/441_cancer_bicarbonato_sodio_simoncini.htm

Abaixo, as estatísticas de eficácia de quimioterapia e radioterapia são escondidas...

1 morte em centenas de tratamentos

Tudo mentira acima. Sempre se soube que o aumento da acidez sanguínea leva ao Câncer e a Candidíase link dos MANUAIS MERK- Com o PH ácido desenvolvemos candidíase, câncer, vascularização nas articulações...

Nosso organismo produz Bicarbonato de Sódio e vários fatores o desequilibram...

(...) Um tampão atua quimicamente para minimizar as alterações do pH de uma solução. O tampão mais importante do sangue utiliza o bicarbonato (um composto básico) que se encontra em equilíbrio com o dióxido de carbono (um composto ácido). À medida que mais ácido ingressa na corrente sangüínea, mais bicarbonato e menos dióxido de carbono são produzidos.(...) Parte dos Manuais Merk

http://it.wikipedia.org/wiki/Il_cancro_è_un_fungo CONDENADO POR HOMICÍDIO CULPOSO POR 1 PACIENTE TER FALECIDO COM ESTA TÉCNICA DO BICARBONATO - E AS CENTENAS, E ATÉ MILHARES QUE MORREM NAS MÃOS DE CADA MÉDICO NA ONCOLOGIA TRADICIONAL ?

http://it.wikipedia.org/wiki/Discussione:Il_cancro_è_un_fungo POSTAGENS DE COMENTÁRIOS PROIBIDOS DESDE 2006 - PROIBIR DE COMENTAR ?

5- A indústria do câncer (2) A cura de pacientes terminais (desenganados).

 


"Burzynski, o filme" é a história de um médico e bioquímico chamado Ph.D Dr. Stanislaw Burzynski, que ganhou a maior, e, possivelmente, mais complicada e intrigante batalha legal contra a FDA (Food and Drug Administration, a ANVISA dos EUA) na história americana. Veja no fim o filme legendado em português na íntegra.

Na década de 1970, Dr. Burzynski fez uma descoberta notável que ameaçou mudar a face do tratamento do câncer para sempre. Seu tratamento não-tóxico poderia ter ajudado a salvar milhões de vidas ao longo das últimas duas décadas, isso se sua descoberta não fosse criminosamente suprimida pelo governo dos EUA, enquanto sua terapia, chamada de "antineoplastons", mostrava ser efetiva para ajudar a curar algumas das mais " incuráveis" formas de câncer terminal.

Este documentário leva você através da
traiçoeira jornada de 14 anos que Dr. Burzynski e seus pacientes tiveram de suportar, a fim de obter a aprovação pelo FDA para testes clínicos de antineoplastons. Sua história é mais uma prova de uma fato que pode ser muito mais estranho que a ficção. O filme expõe os poderosos, as forças sem escrúpulos que trabalham para manter o status quo da indústria médico-farmacêutica a qualquer custo, inclusive sacrificando a vida de milhões de pessoas.

De acordo com o site do filme, este documentário não é afiliado com o Dr. Stanislaw Burzynski MD, PhD, a Clínica Burzynski, ou o Instituto de Pesquisa Burzynski. É uma série de filmes independentes produzidos por Eric Merola, e não deve ser entendido como uma propaganda para a Clínica Burzynski. (Blog Anti-NOM)

Agradecimentos a Antonio Modesto, Valdemar Lucas, Neto Sinval, Comunidade 2020 e João Costa pela sugestão e link) - DOCVERDADE.

http://pistasdocaminho.blogspot.com.br/2013/11/a-industria-do-cancer.html

6- Pesquisa mostra que imunoterapia pode tratar o câncer

09/05/2014

WASHINGTON, 09 Mai 2014 (AFP) - Um tratamento experimental que ajuda a reprogramar o sistema imunológico do paciente para atacar tumores pode funcionar em um amplo espectro de cânceres comuns, revelou um estudo preliminar publicado nesta sexta-feira nos Estados Unidos (sem agredir).

Até agora, os maiores êxitos da técnica conhecida como terapia celular adotiva (ACT) foram registrados com o melanoma, mas os pesquisadores estão curiosos para ver se a abordagem pode funcionar em cânceres do trato digestivo, de pulmão, pâncreas, mama ou bexiga.

A revista científica Science publicou um artigo descrevendo como a técnica conseguiu reduzir tumores em uma mulher de 43 anos que sofre de colangiocarcinoma, uma forma de câncer do trato digestivo que havia se espalhado para os pulmões e o fígado.

O resultado do estudo pode representar um avanço na luta contra o câncer epitelial, grupo que responde por 80% de todos os cânceres e 90% das mortes por câncer nos Estados Unidos.

O processo consistiu em coletar as próprias células do sistema imunológico da paciente - um tipo chamado de linfócitos infiltradores de tumores (TILs) -, selecionando aquelas com a melhor atividade antitumoral, e em desenvolvê-las em laboratório para reinfundi-las na paciente.

Depois que a paciente recebeu a primeira injeção destes TILs, os tumores metastáticos no pulmão e no fígado se estabilizaram.

Cerca de 13 meses depois, a doença voltou a progredir. Com isso, os médicos submeteram a paciente novamente ao tratamento e ela "experimentou uma regressão tumoral que perdurou até o último acompanhamento (seis meses após a segunda infusão de células T)", destacou o estudo.

Embora o cientista que conduziu as pesquisas, Steven Rosenberg, chefe
do Setor de Cirurgia do Centro de Pesquisas sobre o Câncer do Instituto Nacional do Câncer, tenha alertado que o estudo está em estágio inicial, ele afirmou que poderia fornecer uma diretriz para outros cânceres.

"Essas estratégias indicadas aqui poderiam ser usadas para produzir uma terapia celular adotiva com células T em pacientes com cânceres comuns", afirmou Rosenberg.

Os cientistas esperam que, um dia, uma variedade de tratamentos imunológicos personalizados venha a substituir a quimioterapia como a principal forma de combater o câncer.

http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/afp/2014/05/09/pesquisa-mostra-que-imunoterapia-pode-tratar-o-cancer.htm

7- Decisão na Justiça obriga Anvisa a liberar tratamento com derivado da maconha

  • Menina de quatro anos com epilepsia conseguiu reduzir crises convulsivas com o medicamento, que foi importado clandestinamente

BRASÍLIA – Decisão liminar da Justiça Federal em Brasília, desta quinta-feira, determinou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) entregue à família de uma criança com epilepsia um medicamento a base de Canabidiol (CBD), derivado da maconha. Segundo o advogado autor do pedido, Luiz Fernando Pereira, a Anvisa ainda pode recorrer, mas a substância deve ser liberada pela agência já com a decisão liminar.

Com o uso do medicamento, indicado por um médico, a menina, de quatro anos, deixou de sofrer até 80 crises convulsivas por semana. Com indicação médica, a família da menina vinha comprando o remédio – que não tem registro no Brasil – pela internet, de forma clandestina, em importações individuais. Na compra mais recente, a Anvisa reteve o produto e cobrou explicações da família, que entrou com pedido de liberação na Justiça.

A liberação pode ajudar outros pacientes no Brasil que dependam de medicamentos sem registro no país. Para conseguir a liberação do Canabidiol, o advogado da menina sustentou que o medicamento não tem registro, mas não é uma substância proibida no país. Além disso, o defensor apontou que a Anvisa dispensa registro no país para a entrada de medicamentos em caso de comprovada urgência para tratamentos, com documentos médicos.

— É o primeiro caso do Brasil (com a substância) e abre um precedente muito importante. Tenho convicção de que pode servir de referencia para outros tratamentos – afirmou Luiz Fernando Pereira, do escritório Vernalha Guimarães & Pereira.

O juiz federal Bruno César Bandeira Apolinário, da terceira vara federal do Distrito federal, que liberou a entrega do medicamento, afirmou na decisão que "a substância revelou-se eficaz na atenuação ou bloqueio das convulsões, (...) dando-lhe uma qualidade de vida jamais experimentada".

Mas, na decisão, Apolinário reforça que a liberação do medicamento não pode ser confundida com um caminho para a liberação da maconha ou de outros derivados da erva. O juiz destaca que o CBD não tem nenhum efeito psicotrópico e, por isso, não é proibido.

— É uma decisão importante. O juiz faz uma distinção importante, não se trata de uso de maconha, é uma substância sem efeito psicotrópico — reforça o advogado. — É um equívoco grosseiro considerar que o Canabidiol é um medicamento proibido. Não é aleatória a decisão da Anvisa de colocar algo na lista de entorpecentes. Ele (a substância) tem de ser alucinógena para que seja incluída na lista.

A menina sofre de encefalopatia epiléptica infantil precoce tipo 2. A doença se caracteriza por crises convulsivas e atraso intenso e global do desenvolvimento. Segundo o laudo apresentado à Justiça, há evolução para retardo mental e dificuldade de controle motor. Anticonvulsivantes convencionais não surtiam efeito no tratamento da menina. Ela também já tinha sido submetida à cirurgia para implantação de um marca passo no cérebro, sem sucesso.

Com o Canabidiol, as crises convulsivas cessaram, segundo laudos médicos justados ao processo. Para teste, o medicamento foi retirado da garota durante uma semana, o que causou o retorno das crises, que chegaram a 42 em uma semana.

“Não se pretende fazer apologia ao uso terapêutico de Cannabis sativa, (…) menos ainda da liberação de uso dessa planta pata fins terapêuticos sem ter instigado a opinião publica, a academia de medicina o poder publico e os meios de comunicação” afirma o juiz, ao dizer que a publicação de decisão poderia causar repercussão “precipitada” na opinião pública. Ele reforça que não está propondo o debate sobre o uso da maconha.

A indicação da medicação foi feita pelo médico Wilson Marques Júnior, professor titular de Neurologia do hospital das Clínincas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP.

Segundo o advogado, a família vai participar de uma reunião, na terça-feira, na Anvisa.

http://oglobo.globo.com/pais/decisao-na-justica-obriga-anvisa-liberar-tratamento-com-derivado-da-maconha-12084313 


8- O que a Indústria de Câncer não quer que você saiba

Eles nos dizem que a quimioterapia salva vidas, aumenta a taxa de sobrevivência a longo prazo e não danifica as células saudáveis. Todas essas reivindicações da indústria do câncer são falsas.Veneno mata indiscriminadamente - ele sempre foi e sempre será. Enquanto danificar as células saudáveis, quimioterapia actualmente provoca a secreção de uma proteína que mantém o crescimento do tumor e a sua resistência a um outro tratamento. É isso mesmo... a quimioterapia vai realmente estimular o crescimento do câncer e tratamento do câncer é a principal causa de cânceres secundários, as metástases.

Atrás de vacinas, medicamentos, diagnósticos e terapias, odontológico, psiquiátrico e praticamente todas as pesquisas médicas, é uma indústria e uma fonte de lucro para as empresas. A indústria do câncer está mostrando uma ironia particular, porque cancerígenos são fabricados por divisões das mesmas corporações multinacionais cujas filiais constroem scanners e equipamentos utilizados para o diagnóstico de câncer, desenvolver drogas que são usadas quimioterapia e aqueles que damos para evitar recorrências. Em que realidade em que vivemos, onde os únicos meios aceitáveis ​​de tratamento do câncer são cortados, veneno e irradiar?

A indústria do câncer destruídos ou marginalizados remédios seguros e eficazes, promovendo os seus próprios medicamentos patenteados, caros e tóxicos que fazem mais mal do que bem.

Nenhum produto de quimioterapia realmente curou ou resolveu as causas de câncer. Tratamentos de quimioterapia considerados pela medicina tradicional como um "sucesso" gerir apenas os sintomas, geralmente à custa de interferência com outros funções fisiológicas importantes que geram efeitos colaterais mais cedo ou mais tarde. Não há nenhuma droga que não tem efeitos colaterais.

Quimioterapia e radiação podem matar o câncer, mas eles também vão matar a pessoa

A quimioterapia é cheio de efeitos negativos, após o tratamento. A maioria dos agentes nas drogas quimioterápicas entrar no cérebro e podem directamente ou indirectamente, induzir uma série de alterações agudas e tardias no sistema nervoso central. Estes efeitos podem durar por anos antes de se dissipar ou, no caso de crianças pequenas, continuam na idade adulta.

A taxa de sobrevivência a longo prazo dos pacientes de quimioterapia são grandemente exagerada, porque a maioria destes pacientes acabam por morrer de doenças não relacionadas com o cancro do original, mas relacionado com o tratamento.

Produtos quimioterapia (especialmente agentes alquilantes), são conhecidas por causar outros cancros, incluindo leucemia, e muitos desses fármacos que se enquadram nesta categoria. Os agentes alquilantes danificar directamente o ADN em todas as células. Estes agentes não são específicos de uma fase, em outras palavras, elas são activas em todas as fases do ciclo celular. Como estas drogas danos no ADN, que podem prejudicar a medula óssea a longo prazo e, por conseguinte, afectar a imunidade futuro. Com estes produtos que estão em risco de desenvolver um cancro secundário em baixo ruído, mas o seu diagnóstico é inevitável. Estudos indicaram que o risco começa a aumentar de cerca de dois anos após o tratamento, que é o maior entre os 5 e os 10 anos. Esta é a razão da morte de doentes com quimioterapia entre 10 e 15 anos após o tratamento.

A radioterapia também podem aumentar o risco de desenvolvimento de cancro na maioria das pessoas. Variedades de cânceres secundários com radioterapia são vastas, mas consistem principalmente leucemias e sarcomas. Esses casos geralmente acabam após a exposição à radiação, com um risco máximo cinco a dez anos depois. Mais uma vez, a maioria dos pacientes submetidos à radioterapia desenvolver cancros secundários relacionados com o tratamento e não como uma consequência do câncer de origem. Tipos de câncer induzido pela radiação dispararam nos últimos vinte anos, porque tem havido um ressurgimento deste tipo de tratamento, muitas vezes após a quimioterapia.

Outros tipos de câncer também estão ligados à radioterapia. Os tumores podem desenvolver no local da exposição à radiação ou estreita, mesmo uma década ou mais após o tratamento.Estes riscos parecem ser mais elevada em certas áreas do corpo, tais como cancro da mama e da tiróide. Em alguns casos, a idade no momento da radioterapia vai desempenhar um papel.Pacientes jovens com câncer de mama por exemplo, são mais propensos a desenvolver um câncer secundário raios terapia que os pacientes idosos.

Médicos denunciam a indústria do câncer

Dr. Robert Atkins disse uma vez que existem vários tratamentos para o câncer, mas não há dinheiro nele. Eles são naturais, eficaz e barato, eles não contêm nenhum produto caro, mas exigem grande auto-disciplina por parte dos pacientes. Leva milhões para financiar os exames laboratoriais e testes clínicos necessários para fazer uma nova droga contra o câncer que pode ser patenteado e vendido. Tem-se dito que a chave para o sucesso no negócio da saúde é fazer com que um grande truque que vai dar vida aos doentes. Pense em todas as pessoas cujos exames de sangue eram ruins, que permaneceram em uso de medicação para matá-los, para uma breve medicamento tomado com as próximas mudanças na dieta e estilo de vida, teria reduzido de saúde sem medicação.

De acordo com Dr. John Diamond, "Um estudo de mais de 10 mil pacientes mostra claramente que o chamado excelente história de quimioterapia no linfoma (câncer dos glóbulos brancos ou linfoma) doença são falsas. Pacientes que se submeteram a quimioterapia eram 14 vezes mais chances de desenvolver mais propensos a desenvolver câncer ósseo e leucemia seis vezes, juntas, mais suave do que os pacientes que não se submeteram tecido quimioterapia. "

Dr. Glenn Warner, que morreu em 2000, foi um dos maiores especialistas em câncer nos Estados Unidos. Ele usou tratamentos alternativos com grande sucesso. Falando de tratamento do câncer no país, ele disse: "Nós temos uma indústria de bilhões de dólares matando pessoas apenas para o ganho financeiro. Sua idéia da pesquisa é verificar se duas doses desse veneno é melhor do que três doses do veneno " .

Dr. Alan C. Nixon, ex-presidente da American Chemical Society, escreveu: "Como um químico treinado para interpretar os dados, acho que é incompreensível que os médicos podem ignorar a evidência de que a quimioterapia faz muito mais mal do que bem." E de acordo com Dr. Charles Mathe, especialista em câncer francês, "... se eu tinha câncer, eu nunca ir em um centro de tratamento convencional do câncer. Apenas as vítimas de câncer que vivem longe de tais centros têm uma chance. "

Dr. Allen Levin disse: "A maioria dos pacientes com câncer neste país morrem de quimioterapia.A quimioterapia não elimina mama, cólon ou câncer de pulmão. Isso está documentado por mais de uma década, mas os médicos ainda usar quimioterapia para estes tumores. "Em seu livro"O tema do Câncer: quando temos de acabar com a matança" , Dick Richards citou vários estudos de autópsia mostram que pacientes com câncer que morreram por causa dos tratamentos convencionais antes que o tumor tem teve a chance de matá-los.

Como a quimioterapia estimula o crescimento do câncer

Os investigadores testaram os efeitos de um tipo de quimioterapia em amostras de tecido a partir de homens com cancro da próstata e encontrou "evidência de danos no DNA" em células saudáveis ​​após o tratamento, os cientistas escreveu Nature Medicine .

Quimioterapia funciona inibindo a replicação das células de divisão rápida tais como as encontradas em tumores.

Os cientistas descobriram que células saudáveis ​​danificadas por quimioterapia secretado mais de uma proteína chamada WNT16B, que estimula a sobrevivência da célula cancerosa ( ver artigo aqui do BBB sobre este assunto ).

"O aumento de WNT16B foi completamente inesperado", disse à AFP o co-autor do estudo de Peter Nelson Research Center Câncer Fred Hutchinson, em Seattle.

A proteína foi absorvido pelas células tumorais vizinhas de células danificadas.

"WNT16B quando é secretada, as células tumorais interagem com parentes e iria crescer, se tornar invasoras e, mais importante, torná-lo resistente à suíte terapia", disse Nelson.

No tratamento do cancro, tumores, muitas vezes respondem bem inicialmente, em seguida, segue uma rápida proliferação e, finalmente, uma resistência a seguir a quimioterapia. 
foi mostrado que a taxa de reprodução de células cancerosas acelerada entre os tratamentos.

"Os nossos resultados indicam que as respostas de dano nas células benignas ... pode contribuir directamente para acelerar a actividade de crescimento do tumor", a equipe escreveu.

Os pesquisadores disseram ter confirmado suas descobertas sobre tumores de câncer de mama e câncer de ovário.

Pacientes com câncer incurável a promessa de um melhor acesso a drogas que podem durar toda a oferta de alguns meses extras ou anos de vida, mas muitos médicos foram obrigados a tornar-se mais cauteloso para um curso de tratamento para estes doentes terminais porque a quimioterapia muitas vezes pode fazer mais mal do que bem, apoiado pelo estudo do conselho de Nelson.

90% dos pacientes submetidos a quimioterapia sofrem efeitos fatais

O NCEPOD (Confidential Enquiry nacional em resultado do paciente e da Morte), disse que mais de quatro em cada 10 pacientes que receberam quimioterapia, no final de suas vidas sofreram efeitos fatais pelo uso de drogas e que o tratamento era "inadequada" em cerca de um quinto dos casos.

No geral, quase 90% dos pacientes que foram administradas quimioterapia morrer dentro de 15 anos, ou cânceres secundários ou imunes direto comprometido com o resultado do tratamento. Combinado quimioterapia e radiação são as principais causas de cancros secundários em todo o mundo.

Houve um aumento de 68% na utilização de produtos de quimioterapia desde 2003, e apesar do enorme aumento na incidência de cancros desde os factores de risco (de acordo com a indústria de cancro) para cancros primários e lado são sempre devido ao tabaco, álcool, exposição ocupacional e os determinantes genéticos. O tratamento ou diagnóstico de cancro não é mencionado como a causa de cancros primários ou secundários.

O câncer é a principal causa de doença e se olharmos para o futuro, as tendências recentes nas principais cânceres globais, a carga de câncer aumentará de 22 milhões de novos casos a cada ano até 2030. Isso representa um aumento de 75% em relação a 2008.

Mais da metade de todos os pacientes com câncer sofrem de toxicidade significativa relacionada com o tratamento. Ela também pode causar infecções graves ou pacientes podem simplesmente morrer de câncer.

Quando questionado sobre como melhorar a resposta e o resultado do paciente, Nelson disse, "alternativamente, pode ser possível utilizar doses mais baixas e menos tóxicas de terapia".

Em resumo, a quimioterapia destrói praticamente todas as células e do corpo antes de participar do câncer real. Isso significa que o seu sistema nervoso central, órgãos e do sistema imunológico (para citar alguns) são todos comprometidos até anos após a interrupção do tratamento. Lembre-se do que foi dito sobre a quimioterapia que faz um trabalho melhor no longo prazo em matar o câncer.

A quimioterapia causa a morte de células do cérebro (ataxia) muito tempo depois do fim do tratamento e pode ser uma das causas biológicas subjacentes dos efeitos colaterais cognitivos - ou "cérebro químico" - em que a de muitos pacientes com câncer.

Tratamento convencional do câncer é uma decepção enorme e caro - um não-tratamento que adoece e mata mais pessoas que não "curar". Ela nunca pode curar qualquer coisa, porque envenena o corpo, fazendo apenas levar a outras doenças mais tarde.

A questão [ou não a quimioterapia realmente prolonga a vida, nota do editor] provavelmente não pode ser respondida. Em estudos clínicos, os fabricantes sempre comparar os seus novos produtos com venenos celulares anteriores. Não há um grupo de controlo que não receberam nenhum tratamento.

Para ser admitido no mercado, é só pegar uma vantagem "estatisticamente significativo" em um pequeno grupo de cuidadosamente selecionados em comparação com pacientes tratados com um veneno celular aprovado testes assunto.

9-

Dra. Johanna Budwig descobriu a cura para o cancer em 1951… Mas “ELES” esconderam isso de ti!

Se te custa a acreditar, então tens mesmo que ler esta notícia, e talvez fiques esclarecido sobre a grande “indústria farmacêutica” e o seu poder e objetivos.

Já ouviu falar do protocolo Budwig? Nunca? Então tens que saber do que se trata, pois temos uma informação que te pode ser muito útil.

Nos anos 1920, o dr. Otto Warburg, ganhador do Prémio Nobel em 1931, declarou: “O crescimento das células cancerígenas é iniciada por uma relativa falta de oxigénio. O ancro não pode viver num ambiente rico em oxigénio”.

Na década de 1950, a dra. Johanna Budwig, uma das mais conceituadas bioquímicas da Alemanha e uma das melhores pesquisadores de cancro de toda a Europa, desenvolveu um tratamento simples que é até hoje considerado uma das melhores alternativas para a obtenção da cura do cancro de forma natural.

Ela nasceu em 1908 e viveu até os 95. Sete vezes foi indicada ao Prémio Nobel de Medicina.

A dra. Budwig tinha uma taxa de sucesso de 90% com seu tratamento para todos os tipos de pacientes com cancro. E isso graças à dieta Budwig, criada pela médica alemã em 1951.

Esta dieta auxilia no tratamento de hipertensão arterial, cancro, artrite, artrose, esclerose múltipla e outras patologias.

A cientista alemã descobriu que a gordura da semente de linhaça é o elemento-chave na cura do cancro.

A Dra. Budwig concluiu, depois de vária pesquisas, que todos os pacientes diagnosticados com cancro tinham uma característica comum: um sistema imunitário profundamente debilitado e carência profunda de muitos micronutrientes, principalmente de ácidos graxos essenciais, como ômega 3 e ômega 6.

Para recuperar a saúde dos seus pacientes, ela prescrevia uma dieta quase toda vegetariana e a ingestão de óleo de linhaça – fonte abundante de ômega 3 e 6 – misturado ao queijo cottage, a proteína sulfurada que facilita o transporte dos elétrons das moléculas de ômega 3 e 6 para dentro das células.

O objetivo de sua dieta é conseguir uma respiração celular eficiente – células cancerígenas não sobrevivem num ambiente rico em oxigénio, como bem observou o dr. Otto Warburg, citado no início.

É claro que um tratamento tão simples, com taxa de cura de mais de 90%, gera muita desconfiança, especialmente dos mais céticos. Por isso foi procurado o testemunho de pessoas que foram curadas graças a ele.

Então encontramos um grupo no site do Yahoo chamado flaxseedoil2 (flax seed oil, óleo de linhaça), do qual fazem parte mais de 20 mil pessoas. Isso mesmo, mais de 20 mil pessoas que trocam experiência e relatam casos de cura de cancro.

Há muita informação nesse grupo e o mais impressionante: vários depoimentos de pacientes que melhoraram drasticamente em poucos meses e a cura até de pacientes em estado sérios de metástase, pacientes com apenas dias de vida! Tumores que diminuíram em 2, 3 meses…

O grupo é aberto e qualquer pessoa pode participar. Pode acessar à página AQUI.
Se não entende inglês, recorra a um programa de tradução, como a tradução automática do google, pois vale muito a pena ter acesso às informações do grupo.
Tudo é muito sério e honesto nesse fórum. Ninguém vende ervas, remédios ou suplementos.

E a maior prova de que não existe armação é que os endereços de e-mail de todos os membros estão lá expostos, sendo assim possível entrar em contato com eles para confirmar o depoimento.

O carro-chefe do protocolo da dra. Budwig é uma mistura de óleo de linhaça puríssimo, prensado a frio e o mais fresco possível, com queijo cottage.
cura_cancro

Esta é a receita:

De meia a uma xícara de chá de queijo cottage pobre em gordura e orgânico.
Uma colher de sopa de óleo de linhaça (virgem, puro, prensado a frio, não processado; vende-se em lojas de produtos naturais e na internet).

Liquidifique os dois ingredientes, acrescentando um pouco de água para poder processar.
Tome diariamente.

Além disso, é preciso ter cuidado com a alimentação.

Dieta recomendade pela Dra. Budwig (sugestão)

Vegetais frescos e orgânicos: 4 a 6 xícaras.

Temperar a salada com óleo de linhaça e 1 a 2 colheres de semente de linhaça moída na hora.

Incluir se possível brócolos, couve e cogumelos maitake.
Frutas frescas: 3 a 4 de tamanho médio ao dia.

Peixe fresco (de preferência de água fria, como bacalhau e sardinha): 120 a 250 gramas.
Carne fresca: sem hormónios, sem antibióticos e pobre em gordura: 100 gramas duas a três vezes por semana.

Pão integral e cereais integrais:
de 3 a 4 copos ou porções.
Líquidos

Água mineral sem gás, se possível purificada por osmose reversa e ozonização – 8 copos ao dia.

Sumo de frutas frescas (os sumos cítricos devem ser tomados longe do óleo de linhaça com queijo cottage).
Desjejum
Sumo de frutas

Cereais: semente de linhaça, grãos integrais, salada de frutas, a mistura de óleo de linhaça com queijo cottage, 1/3 a ½ xícara de leite pobre em gordura e mel, tudo no liquidificador.

Ovos: misture 2 ovos (caseiros de preferência), sem hormónios artificiais, com 1 colher de chá de óleo de linhaça e 1 colher de sopa de queijo cottage.
Adicione tomate picado, cebola, pimentão, ervas e especiarias e lentamente cozinhe ou asse.

Almoço e jantar

Salada: qualquer mistura de vegetais e folhas verdes ou frutas.
Molho da salada: misture queijo cottage com óleo de linhaça e acrescente um dos ingredientes abaixo:
mostarda (1 colher de sopa de mel e ½ colher de mostarda dijon);
creme italiano: vinagre e ervas italianas (acrescente combinações de mostarda, alho, cebola em pó e anchova amassada);
picadinho de espinafre, abóbora, salsinha e limão
picadinho de chili, pimentão vermelho, tomate, cebola, ervas e especiarias;
mel, nozes esmagadas, sementes de linhaça ou gergelim moídas e uma pitada de canela, limão ou mostarda, se desejar.

Sopa

Dilua a mistura básica com leite de baixo teor de gordura e acrescente tomate, alho, cebola, abóbora e pimentão.
Prepare sua sopa preferida da maneira usual e acrescente o mix Budwig.
Faça uma sopa de tomate e cebola do modo usual e acrescente o mix Budwig.
Use vegetais levemente cozidos e depois cobertos com óleo de linhaça e especiarias.
Mel e óleo de linhaça ficam ótimos com batata-doce.
Batata assada é ótima com o mix Budwig ou somente com óleo ou cebola.
Sobremesa
A mistura básica mais uma xícara de pêssegos, cerejas, nozes, castanha-do-pará, noz-pecã, amêndoa, canela e mel.

Continua http://www.curasdocancer.com/artigos/quem-foi-a-dra-bdwg.htm Leia muito mais

NATIONAL CANCER INSTITUTE - CROHM SÍNDROME DOENÇA - REGENERAÇÃO CELULAR ( CÉLULAS TRONCO ) NO MÉXICO SE CURA QUASE TUDO O QUE É INCURÁVEL PELA MEDICINA BRASILEIRA POR US$16.000,00

O Câncer é um Grande Negócio Lucrativo

O Câncer é um Grande Negócio Lucrativo

NOVOS TRATAMENTOS CONTRA O CÂNCER

NOVOS TRATAMENTOS CONTRA O CÂNCER
A INDÚSTRIA DO CÂNCER MÉDICO ITALIANO CURA CÂNCER COM BICARBONATO DE SÓDIO
A INDÚSTRIA DO CÂNCER MÉDICO ITALIANO CURA CÂNCER COM BICARBONATO DE SÓDIO

Conhecer a história de um homem que teve a vida destruída por ex-mulher que implantou falsas memórias nos filhos.

comente: blog@artisnobilis.com