Curta

Fecha em 30 Segundos...!!!Fechar Agora X

1º Lugar nas Buscas Orgânicas - Confira Clientes Satisfeitos

Famílias Jardim Dall'Acqua Dorta Silva Zampieri em Araraquara

Somos o 3º país mais ignorante do mundo, leio isto há anos, mas só agora a imprensa brasileira começa a publicar: http://www.psdb.org.br/mulher/brasil-e-o-terceiro-pais-mais-ignorante-do-mundo/ O mundo todo publica isto há decadas, mas só agora que o controle da imprensa esta caindo que estamos começando a publicar...

Os Dall'Acqua

Tutti, como está? ( Wilson de Figueiredo Jardim )

1- Suas irmãs estavam na fazenda e presenciaram comigo a surra de relho que Neiva Dall'Acqua levou de minha Avó Conceição por ter engravidado do Guilherme que estava noivo e de casamento marcado com a Parisi, uma moça de boa família e boa índole. A mãe da Neiva era uma cigana cartomante.

Depois disto estive muitas vezes com suas irmãs ao levar livros de química para seu cunhado Belga Jouliem Boots (julian booth ou +- isto)

Me senti constrangido de pedir ajuda à suas irmãs, pois Neiva Dall'Acqua, a cigana, tentou me matar. Com 11 anos, assim que fui morar na cidade, fui na casa de meu tio Guilherme, abri o portão e andei uns 30 m até a porta da casa e chamei pelo Guilherme. A Neiva me espiou pela fresta da janela e soltou pelos fundos um cão pastor alemão que eu desconhecia. Se eu não tivesse a agilidade de garoto de  fazenda para correr e pular o portão eu seria morto (na próxima vc não escapa, me disse a Neiva)...

Neiva me dava beliscões, me espetava com agulhas e negava (dizia que era algo na bolsa dela que espetava acidentalmente). Neiva, a cigana, passou a ser um doce de mulher com minha avó e minha família. O corretor Dimas me avisou para tomar cuidado com as espetadas, pois ela passava as agulhas em fezes de gatos, em cadáveres de animais...Em OFF sempre me chamava de caipirinha.

O afastamento da família foi tão grande que a última vez que vi o Renato de Fiqueiredo Jardim, seu irmão, minha avó me havia encarregado de ciceroneá-lo durante seu Vestibular em Araraquara. O Gualter fazia um churrasco e disse alto “olha este amigo do Bira comendo minha carne! Quem autorizou?” e eu tive que explicar que era filho do Ciço...

Gostaria que suas irmãs trocassem alguns e-mails comigo, pois a Neiva convenceu a todos que eu inventei a surra que ela levou, as agulhadas, e quando soltou o cachorro para me matar. Eu tinha apenas 9 anos quando presenciei a surra e a bronca que levou de minha avó. E um dia ali pelos 10 ou 11 anos comentei por estar sendo destratado e ameaçado pela Neiva cigana... Suas irmãs poderiam me ajudar colocando a verdade em seu lugar devido.

Fui totalmente afastado da família após meu avô sofrer AVC, até então eu faria medicina na USP Ribeirão...

2- Aproximadamente em 1981, a Tia Avó América veio de Ribeirão me oferecer para bancar minha faculdade de medicina e eu neguei, pois não sabia como falar que eu estava nisto: http://artisnobilis.com/blog/blog/marciahelenaferrari.html eu estava em um apagão. Pedi ajuda do Jurista Arthur Dibeux, professor aposentado da UnB, para obter a posse de minha filha que apanhava com 2,5 meses de idade e era desmamada com leite de vaca, chuchu e caldo de feijão. Eu passava as noites em claro fazendo massagem para que ela não morresse de gases. Quando Dr. Arthur estava montando a causa para passar para um advogado amigo dele, eu esqueci o nome de minha então esposa, eu estava em um apagão. Dr. Arthur disse que em meu estado nenhum juíz me daria a posse...Em várias conversas com diversas pessoas em assuntos sem importância eu pulava pontos da conversa e tudo ficava desconexo...Então eu não poderia naquele momento conversar com Tia América, eu estava consciente de que estava com apagões...

Minha vida entrou em parafuso declinante e nunca mais vi Tia América, que ficou ressentida comigo

3- Logo após entrei em outro casamento ainda pior, basta fazer a busca: ”Falcatruas no Fórum de Araraquara”. Quando meu filho nasceu a 2ª esposa revelou que fazia parte de assaltos à bancos e residências finas em Ribeirão e Goiânia... Os escritórios regionais do Governo do estado, seja em Araraquara ou Ribeirão eram comandados pelo MR-8 reagrupado por Orestes Quércia...

Abraços, Feliz Natal e Próspero ano novo!

Mauro Dall'Acqua Jardim:

Quando criança eu o socorri em situações dificeis com ele chorando e o pai bêbado em bar. Na beira da linha do trem entre a rinha de briga de galos do pai dele e a agencia VW perto da Cutrale o Mauro estava sempre chorando que queria ir para casa e o Guilherme bêbado jogando cartas não se importava. Aproximadas 5 vezes eu fiz companhia para ele com uns 3 ou 5 anos, cheguei a levá-lo um dia para fazer cocô na casa dos Zampieri perto da rinha do Guilherme. Nunca se lembrou disto e desde adolescente me distrata muito...Tenho um recorte de jornal de Araraquara onde ele foi preso por porte de cocaina...

Regina Dall'Acqua:

Após ser iniciada sexualmente pelo Jacó, Giacomo que morava na Av. 7 de setembro onde anteriormente moravam o Fausto e Mário Gabrielli. Jacó comeu e a dispensou, ela era apaixonada e então foi morar com um traficante músico. Eu tinha joalheira e seguranças PM me informaram que o marido da Regina seria preso por tráfico e a Regina também, pois o ajudava. Mas como a Regina estava grávida, eu pedi aos PMs que se possível dessem uma surra no marido da Rê no meio do mato e o ameaçassem de morte se fosse pego com drogas novamente. Nunca soube do resultado, só sei que logo a Regina se separou e foi morar com o Passetto, creio que irmão do Heleno...

Por volta de 2004 me encontrei de passagem com a Regina em Araraquara e ela virou o rosto, eu sem entender a cumprimentei, ela disse então: "Por favor não me dê más notícias!"

Marília Silva Jardim:

Irmã de meu pai e a mando da Neiva passou a me afastar da família. Quando meu Avô Mauro teve AVC, eu tinha 17 anos de idade e soube que não seria mais médico: Marília e João Paulo Silva Jardim assumiram o poder da casa, meu avô ficou 17 anos na cama até falecer. Após o AVC de meu avô eu não era mais da família, fui deixando de frequentar Natais e Reveillons, pois não era mais minha família. Era a família da Neiva e da Marília.

Marília nunca teve namorado...Neiva Dall'Acqua assumiu o "controle" da Marília...

Ercy Bernadetti de Oliveira Dorta Jardim:

Minha mãe, que me chamava de "menino" que me deu para criar aos 11 meses de idade. Ainda muito criança morando com meus avós eu soube que meus pais tentaram me matar e depois me deram para criar. Há 7 anos soube de uma fratura no pescoço com mais de 30 anos. Nunca tive nada que me lembrasse no pescoço, então o que escutei sobre meus pais tentarem me matar tem fundamento.

Ainda muito criança soube que minha mãe fez cezárea desnecessária para disfarçar que engravidou antes de se casar.

Aos 11 anos de idade meus avós me devolveram a meus pais. Quando meu pai chegava em casa procurava minha mãe, que se escondia, para lhe dar diáriamente uma grande surra onde ela ficava toda roxa. Qual o motivo do ódio de meu pai? Os vizinhos escutavam os gritos e minhas irmãs Laura e Thelma se escondiam assustadas. Eu assustado assistia mesmo depois de meu pai me jogar no chão e pisar em meu pescoço. Por qual motivo fui devolvido à estes loucos?

Meu pai nunca quis se casar com minha mãe só se casou com ela porque ela estava grávida. Para disfarçar que casou grávida ela fez cesariana em mim com 6 meses de gestação apenas e isto me trouxe problemas de saúde: eu tenho a bexiga pequena demais e os médicos dizem que é por causa na cesariana com 6 meses de gestação ...                      
Meus pais tentaram me matar com 11 meses de idade e meus avós me criaram até os 11 anos de idade e me devolveram aos meus pais com 11 anos de idade. Meu pai já tinha outra mulher e chegava em casa espancava muito minha mãe. Mesmo meu pai sendo o professor da faculdade de farmácia em Araraquara eu passei minha adolescência com as calças do meio da canela por não ter dinheiro para comprar calças era vergonhoso usar calças do meio da canela.
Assistindo minha mãe gritar todos os dias (ficava roxa e as vezes sangrava) eu me tornei ateu e passei a ter medo de dormir por não ter mais Deus a meu lado como sempre tive. Não dormia a noite e com muito sono tinha dificuldades na escola. Aos 11 anos todos meus irmãos se escondiam quando meu pai chegava e eu sem saber de nada fui assistir minha mãe apanhar e meu pai me pisou no pescoço (muita dor por anos).
Aos 17 anos meu pai batendo em minha mãe, eu por instinto, lhe dei uma coronhada na cabeça (cartucheira) e minha mãe o deixou me expulsar de casa.
Estava em idade de serviço militar, teria onde dormir, comer e ganhar um dinheirinho e fui para a AFA em 1974 com 18 anos. Colegas me derrubaram de um caminhão (fiquei 3 meses internado e fui operado) e só 2 anos depois descobri uma perna mais curta, coluna torta. Era um garoto inocente, poderia me aposentar como 3º sargento. Sempre tive dificuldades para andar e sentar, sempre usei palmilha no sapato esquerdo para compensar perna mais curta. Em 2008 aproximados estava falando com um Advogado de direito militar (fazer um site) e ele disse que eu procurasse a AFA (a afa disse que após 25 anos jogava tudo fora) e o médico que me operou (mas faleceu 1 ano antes)...

Por volta de 1990 um primo de minha mãe, Dortinha, investigador de polícia em Ribeirão Preto veio até minha casa perguntar por um japonês que estava abrigado em minha casa pela esposa Sandra Zampieri. Enquanto eu falava com o Dortinha a Sandra pegou minha bolsa com minha arma, então agora estaria o japones armado, mais a Sandra. Temi pela vida do Dortinha e pela minha. Neguei saber do japa. Fui de imediato falar com minha mãe que o primo dela quase foi morto e que eu iria informar à ele tudo o que se passava, mas minha mãe foi contra, pois o meu irmão Pedro ganhava bem recolhendo jogo de bicho para os Zampieri...mais detalhes é só fazer a busca "Falcatruas no Fórum de Araraquara".

Minha irmã Laura namorava o Zé Ricardo, um menino do bem que estudava fisioterapia, quando minha mãe começou a receber presentes de Ivan Roberto Peroni em troca de casar com minha irmã. Minha mãe forçou minha irmã que era apaixonada pelo Zé Ricardo a começar a sair com Ivan, assim que o Ivan assumiu o controle da Laura ele bloqueou minha mãe...

Ercy, minha mãe, era imoral e gerou uma família imoral (ela não me criou).

Aos 13 anos aproximados, assim que Geraldo nasceu, sem saber o motivo, Ercy quebrou meu septo (osso do nariz) com uma mamadeira de vidro cheia. Fui operado em 2005 aproximadamente por DrJoão Roberto Ruocco no HC.

Geraldo Dorta Jardim:

Meu irmão nasceu quando eu já tinha uns 13 anos de idade. Quando eu tinha 17 a mãe do Geraldo estava levando uma surra maior que o normal e sangrando muito, então peguei uma arma e encerrei a agressão. Meu pai me pôs para fora de casa e minha mãe concordou...Geraldo quando nasceu pegou uma infecção forte onde saia muito pus pelo nariz. Antes de ter alta na maternidade já tinha agulhas com soro na cabeça. Quando tinha uns 9 anos de idade descobri que Geraldo tinha vocação para dezenho e comprei livros quadriculados e que ensinavam ângulos para desenhar rostos e etc... Quando tinha uns 14 anos pegou uma infecção que o mantinha com febre há 10 dias, chamei e paguei Dr. Arnaldo Marchesoni que disse ser reação ao remédio que o outro médico estava dando, que seria só parar o remédio e tudo se resolveu.

Por volta de 1998 Geraldo me ligou em SP me dando uma bronca por meus filhos estarem fazendo barulho na casa de minha mãe que estava com câncer. É só fazer a busca "Falcatruas no Fórum de Araraquara" para entender que eu não tinha poder algum sobre as crianças. A Ercy, a Thelma e a Sandra Zampieri me impediam de acessar as crianças devido aos assaltantes Zampieri colaborarem financeiramente com meu irmão Pedro...

Fábio Zampieri Jardim:

Meus filhos tiveram boa educação e cultura enquanto estavam comigo. 5 vídeos por semana bem escolhidos para diversão e cultura. Se eu tivesse continuado não seriam incultos de periferia como os Zampieri e os Jardim. Namira entendeu bem o filme OS GRITOS DO SILÊNCIO cujo ator foi o único ganhador do Oscar assassinado até hoje. Fábio ali por 2000 tinha apenas uns 16 anos de idade e minha irmã Thelma lhe pagava a melhor ou uma das melhores escolas particulares de Araraquara, mas ele perdeu o ano por ser prostituido pela mãe Sandra Zampieri. Fábio com 16 anos passava as noites na rua com mulheres mais velhas, casadas, que davam R$10,00 ou R$20,00 para sua mãe Sandra...

Estive em Araraquara em 2000 para lhes entregar cultura, mas por já serem incultos, ou por proibição de minha irmã Thelma e sua mãe Sandra que elegeram Edinho Silva prefeito de Araraquara eles não leram isto: O Pretensioso que publiquei na Biblioteca Nacional. Logo na página inicial tem uma dedicatória a meus filhos....

Sandra Zampieri:

Mãe de alguns filhos meus e só se revelou bandida e quadrilheira quando meu filho Fábio nasceu. É muito longa a história, então faça a busca por "Falcatruas no Fórum de Araraquara". A mãe dela já a prostituia aos 12 anos... A Sandra prostituia minha filha Namira com apenas 12 anos: Recebia presentes caros de um sujeito de mais de 40 anos para sair com minha filha Namira...

Em 2003 aproximados sem saber das "Falcatruas no Fórum de Araraquara" liguei para meus parentes em Araraquara pedindo companhia, pois estava com apêndicite, todos os sintomas e iria para o hospital. Aguardei 3 dias então veio a febre e os vômitos e soube estar com apendice supurado. Liquei mais uma vez, desta vez para minha filha Namira que disse não poder vir, pois a mãe a alertou que eu poderia estuprá-la...Cheguei na Santa Casa de Santos, avisei que haveriam manchas na radiografia e que meu apêncice suporou. Tive parada cardíaca, fui liberado do hospital após 9 dias com a pressão 22x12. 3 meses com a barriga vazando e tomando antibióticos para anaeróbicas. Após parar de vazar a barriga tive por 3 meses labirintite e pressão alta.

Thelma Dorta Jardim:

Comunista aprontou Alienação Parental com Joaquim Thomaz o pai de sua filha. Joaquim a pegou com um namoradinho de faculdade em seu AP na Rua Bela Cintra em São Paulo. Joaquim comunicou que ia embora e ela tentou pular do AP ( eu e o Joaquim a impedimos de pular ). Em Araraquara para minha família Thelma contou história diferente, criou a filha odiando o pai e o impedindo de a visitar...Thelma tem microcefalia. Quando fui morar com os pais da Thelma aos 11 anos, dos 11 anos até os 17 tinha apenas arrôs com feijão e sardinha com cebola roxa no almoço e jantar. No café da manhã apenas leite e pão com margarina...

Ubirajara Dorta Jardim:

Culto, fiz muita falta a meus filhos: Estou em 1º lugar no Bing e Yahoo como Gramscismo. Estou em 1º lugar no Google como Gramscismo no Brasil.

Estou em 1º lugar em mais de 100 buscas...

"Ateu aos 11 anos de idade", "Marcia Helena Ferrari Malara", "1º lugar grátis nas buscas", "mentiras comunistas reescrevendo nossa história", "enganação dos direitos trabalhistas", "Direitos Trabalhistas é a maior causa de Pobreza no Brasil"...

"Morte aos Comunistas", "Faculdades pagou-passou", "A Indústria do Câncer", "Ditadura Militar nunca Existiu", "Eurasianismo o Nazismo Russo", "Acidente Efeito Chicote na Cervical", "O Brasil tem a 3ª População mais Ignorante do Mundo"... e muito mais

Famílias Jardim Dall'Acqua
Famílias Jardim Dall'Acqua

Famílias Jardim Dall'Acqua Dorta Silva em Araraquara

Famílias Jardim Dall'Acqua Dorta Silva em Araraquara

Conhecer a história de um homem que teve a vida destruída por ex-mulher que implantou falsas memórias nos filhos.

comente: blog@artisnobilis.com