Nos Curta no Facebook

Fecha em 30 Segundos...!!!Fechar Agora X

1º Lugar nas Buscas Orgânicas - Confira Clientes Satisfeitos
Alienação Parental é um Golpe criado pela OAB para destruir a Família e ajudar a implantar o Socialismo Gramscista no Brasil

1- FALCATRUAS NO FÓRUM EM ARARAQUARA

Aos Meritíssimos:

Dr. Marco Aurélio Bortolin, MM. Juiz de Direito da 2ª Vara da Família e das Sucessões e Cartório respectivo
Dr. Ivan Rodrigues de Andrade, MM. Juiz de Direito da 1ª Vara da Família e das Sucessões e Cartório respectivo
Dr. Carlos Alberto M. S. M. Violante, MM. Juiz de Direito da 2ª Vara da Família e das Sucessões e Cartório respectivo

Falcatruas com advogados e talvez anuência com funcionários do fórum de Araraquara.
Não sei o procedimento correto para saber se há anuência de funcionários, ou se os advogados fazem sozinhos.

Tive decretado um divórcio à revelia, sendo que por duas vezes estive no Fórum de Araraquara em um caso de alimentos no mesmo período que ocorria o divórcio à revelia e com o mesmo advogado que me processava à revelia.
Meu advogado no caso de alimentos era o mesmo que o de minha esposa no caso do divórcio. Como então eu não ser informado do processo de divórcio?

A ação de divórcio foi escondida de minha pessoa e o juiz enganado.

Alimentos: Ubirajara Dorta Jardim X Ivana Shizue Oisi
Divórcio: Ubirajara Dorta Jardim X Sandra Regina Zampieri Jardim (RG 19.261.820-SP e CPF 0.85.119.278-59)

Só soube deste divórcio, muitos anos depois, quando minha filha, Namira, apareceu em minha casa e me disse um monte de mentiras ditas pela mãe e que passou a acreditar.

Me sentia muito mal, minha família não falava comigo, meus filhos diziam coisas descabidas, fiquei muito doente e andei de bengalas por 1,5 anos.
Deixei Araraquara para ser camelô em Santos (a única cidade que consegui um aluguel sem fiador).

Mais alguns anos, por telefone, minha filha falou em abuso sexual e lhe perguntei se lembrava disto e que me desse detalhes: apenas acreditava na mãe!
Não tinha dinheiro para nada e estava muito doente (deve constar dos autos da ação de alimentos).

Sempre fiquei curioso de saber como poderia haver um divórcio a minha revelia sendo que o endereço de meu RG na época era Rua Itália 2135 em Araraquara. Onde na época residia minha mãe, meu irmão Pedro, minhas irmãs Laura e Thelma.

Apeia do sono e artrite psorisiaca afetavam muito meu trabalho já há anos.

Não pude investigar de imediato principalmente por desconhecimento. Por volta de 2005 liguei para Dr. Sergio Cavalcante Figueiredo e relatei os fatos. Lhe depositei R$300,00 ou R$500,00 e lhe enviei procuração. Em aproximados 15 dias ele alegou que havia levantado meu casamento em Santa Lúcia e meu Divórcio ( sei que levantou Santa Lúcia e Araraquara ). Sei que constatou que meu advogado em Araraquara na ação de alimentos era o mesmo da ex-esposa na ação de divórcio. E que tudo ocorreu ao mesmo tempo. De imediato respondeu que a revelia era falsa e que eu não iria gostar nada dos termos e alegações do divórcio.

Dr. Sergio pediu-me R$3.000,00 para anular o divórcio fraudulento. Estou doente há anos e cada vez mais grave (motivado pelas falcatruas para que meus filhos me odiassem) e fui adiando.

Como Dr. Sérgio não podia falar por câncer na garganta, suas acessoras Patrícia e Fátima, repetiam o que Dr. Sérgio falava. Após trocar e-mails com a Floriza Figueiredo, solicitando os dados que Dr. Sérgio Levantou, esta me pediu que entrasse em contado com Patrícia e Fátima que já nem lembrava os nomes. Estas alegavam não poder enviar nada, pois eu nunca havia feito procuração para Dr. Sérgio e nada havia sido levantado. Tinha certeza da procuração, mas não tinha como provar. Tempos depois, agora em 2014, encontrei anotações minhas ditadas pela Patrícia: O nome do advogado trambiqueiro é Flávio S. Haddad, OAB/SP 100.112. O divórcio fraudulento tem o nº de processo nº1704/98

Patrícia e Fátima mentem, encontrei agora em 2014 e-mail de Dr. Sérgio confirmando ter feito diligências em Santa Lucia e Araraquara e ter documentos comprovando a fraudulencia do processo (encontrei também fitas k7 que eu usaria transferindo a voz de Dr. Sérgio para o programa Sony Sound Forge e trataria a voz para poder entender Dr. Sérgio - Não queria importuná-lo o fazendo repetir - Preciso comprar a correia do tocador k7 para transferir para o computador).

Que alguém possa fazer chegar estes dados a um juiz criminal de Araraquara?

Alimentos: Ubirajara Dorta Jardim X Ivana Shizue Oisi
Divórcio: Ubirajara Dorta Jardim X Sandra Regina Zampieri Jardim

É só verificar os dois processos que se evidenciará a falcatrua na revelia do divórcio.

PRODAPLAN TURISMO: Eu era casado com Sandra Zampieri legalmente, mas estávamos separados há alguns anos. Sempre ligava para saber de meus filhos e ela me informou (ou eu perguntei) que a Ivana Oisi estava me processando por alimentos (meu filho Olavo estava com alguns mêses). Eu morava em São Paulo há tempos e perguntei (ou ela me indicou) por um advogado. Me deu um nome e telefone!

Liguei para o advogado e marcamos num endereço na Av. Dom Pedro II em Araraquara. Lá chegando reconheci a casa da Regina Célia Smirne (colega de escola e cliente de jóias), Teresa (casada com meu tio João Paulo Silva Jardim) e Ronaldo (pai) e não me recordo o nome da mãe falecida em acidente. Entrei na antiga casa dos Smirnes com uma placa PRODAPLAN (me deu muita confiança, pois conheci o fundador, Rodolfo, amigo de meu tio Edgard de Oliveira Dorta e cheguei a frequantar a empresa em seu endereço original na Padre Duarte (creio que começou como contabilidade).

Falei com a recepcionista que entrou e ficou lá dentro, o advogado me atendeu na recepção. Ficamos sentados aproximados 1/2 hora. Ruivo amarronzado (não o ruivo totalmente vermelho), um pouco de sardas, alto, aproximados 35 anos, terno marrom, aliança de casado.

Já havia se inteirado do caso e marcamos no fórum de Araraquara na data e hora que ele havia se informado.

Ok na 1ª audiência: um juiz jóvem de origem chinesa esculhambou com o Advogado da Ivana Oisi, ela e seus argumentos falsos, o juiz disse que iria investigar, que aquilo lhe parecia vingança e Ivana Oisi e o seu Advogado se olhavam assustados.

Na audiência seguinte cheguei no horário que meu advogado pediu e já estavam saindo da audiência, que eu me enganei de horário, que não haveria pensão alguma. Acho que meu advogado estava combinado com o advogado da Ivana, acho que o juiz investigou e ia penalizar as mentiras, mas são especulações.

Meu advogado não abriu a boca na 1ª audiência, eu que conjecturei, me indignei.

Desde a casa dos Smirnes, a PRODAPLAN, perguntei sobre valores e o advogado disse para não me preocupar. Na saída da 2ª audiência perguntei em quanto ficou e respondeu que não era nada.

Muitos anos (uns 4, não sei precisar) depois, quando comecei a desconfiar da falsa revelia, iniciei a ligações para a PRODAPLAN (havia esquecido o nome do advogado) e dando a descrição, endereço e data aproximados. Nada da PRODAPLAN informar.

Até alguns dias da data de minha internação por apêndice supurado, minha filha, Namira Zampieri Jardim, me ligava sempre para ir lhe visitar, para ir a seu aniverário de 15 anos, mas eu já tinha Apneia grave diagnosticada por Dr. Mário Francisco Real Gabrielli (meu queixo cai e obstrui a respiração). Não podia ir, pois tinha um acordo com uma garota de programa que não tinha saída (procura, aceitação) para que tomasse conta de meu sono. Tive medo de viajar e deixar meu computador e vídeo aulas de Web Designer e Programação em PHP com esta garota que mal conhecia. Nos meus últimos dias em Araraquara, Rosangela, amiga e trabalhadora de Limeira, tomou conta de meu sono, como já havia feito em Limeira alguns anos antes. Quando auto diagnostiquei apendicíte liguei para minha filha por 3 dias seguidos (ela alegou que a mãe não permitiria, pois eu a abusaria sexualmente). Quando comecei a ter febre e vômitos, sabia que o apêndice supurou, peguei uma sacola de roupas e fui de taxi para a Santa Casa de Santos. Nesta época, creio, a garota de programa havia arrumado emprego de camareira em um hotel 5 estrelas de SP e fazia lá um determinado bico (enriqueceu e comprou imóveis como camareira).

Não posso ir pessoalmente, por ter sido vítima de psoríase, Dr. William Roberto Olivi (mais ou menos isto, foi médico no Náutico), me deu muita cortisona e parei de crescer aos 14 anos, tenho muitos problemas, clavícula mal formada, a cortisona transformou minhas cartilagens em ossos. Inicialmente os médicos achavam que era genético, por conta lembrei que parar de crescer aos 14 anos tinha ligação com a cortisona.

Flávio S Haddad

Rua Pedro Morganti, Nº 2086 Cep: 14801-395 Araraquara SP - (16) 3331-2858
2- OUTRA FALCATRUA NO FÓRUM EM ARARAQUARA - Minha filha apanhava com menos de 3 mêses de idade - era desmamada à força com chuchu, leite de vaca e caldo de feijão - eu passava as noites acordado massageando-a para que não morresse de gases.
Atenção: Se este conteúdo for retirado do ar judicialmente, ou por hackers, tenho o mesmo conteúdo em outro domínio e servidor Brasileiro. Outros na Holanda e Dinamarca, onde a justiça raramente tira qualquer conteúdo. Não encontrando este conteúdo neste domínio, faça buscas pelos artigos e conteúdo presente neste site e encontrará no Baidu buscador chinês, ou no Google. Este conteúdo na Holanda e Dinamarca está pago por 5 anos e não tenho acesso.
 

Conhecer a história de um homem que teve a vida destruída por ex-mulher que implantou falsas memórias nos filhos.

comente: blog@artisnobilis.com