Nos Curta no Facebook

Fecha em 120 Segundos...!!!Fechar Agora X

Confira Lindos Sites, Vendedores, Integrados ao Google Ôrganico, Topo das Buscas não Pagas

Artigo 1 - A intervenção militar em 1964 foi quando veio o pedido de falência do BB e a falta de alimentos. O governo João Goulart com a ajuda de seu ministro Tancredo Neves (que na verdade comandava o governo) implantou a reforma agrária tirando a terra dos cultos e entregando para os incultos: Veio a fome, pois incultos não sabem produzir alimentos como na Venezuela atual...

Artigo 2 - Quem é Aécio Neves? Detalhadamente 3 grandes golpes comunistas aplicados por Tancredo Neves no acervo do Jornal o Estado de São Paulo, o Estadão... Um deles Aécio participou como secretário...

3 grandes golpes comunistas aplicados por Tancredo Neves (1 deles com Aécio)

Artigo 3 - O Impeachment de Dilma será votado por um monte de comunistas, políticos profissionais, politícos eleitos por voto direto e do analfabeto, voto do analfabeto funcional...Tá tudo combinado ! 2/3 dos votos exigidos pela constituição...TSE e STF estão apoiando, pois sabem que outros comunistas assumirão. Michel Temer apoia o Foro de São Paulo (https://youtu.be/ih-h7XE9_mc - http://occalertabrasil.blogspot.com.br/2016/05/temer-o-novo-agente-do-foro-de-sao.html)

Artigo 4 - Temos 11.920 sindicatos, 1000 vezes mais que na Argentina, 2300 vezes mais que na Rússia, 600 vezes mais que nos EUA, 2000 vezes mais que no Japão.. Quem ganha são os Sindicalistas, Políticos profissionais e não o trabalhador. É preciso manter o povo ignorante para os sindicalistas e políticos profissionais se manterem enganando o povo trabalhador...

Artigo 1 - Os militares não deram um golpe em 1964, o comunismo estava sendo implantado, a reforma agrária prometida estava em andamento, fazendeiros vendendo terras por 1/6 do valor e mandando o dinheiro para o Uruguai (Info que ouvi de Dr. Arnaldo Marchesoni em Araraquara). A comida começava a faltar, o trigo e o pão. E as famílias (Família tradicional com pai, mãe e filhos) saíram às ruas pedindo pelos militares.

Os interventores de 1964 planejaram devolver o país aos civis em 20 anos. O General Golbery estabeleceu uma oposição com Ulisses e posterior transição. (muito antes do diretas já) Por isto Ulisses foi morto no falso acidente, pois poderia revelar a verdade. Eu li no Estadão muitos encontros de Golbery e Ulisses criando a ARENA e MDB. Depois destes partidos organizados vieram as DIRETAS JÁ, votos dos analfabetos, faculdades pagou passou. Minha esposa fez supletivo de 1º e 2º grau e faculdade pagou passou, é analfabeta funcional: não "segura" uma conversa ou pequeno texto na cabeça. Ela é da periferia e se diz professora em Jandira, SP. Toda a família de minha esposa votam em Lula, ou Alckmin, ou Marina Silva, ou Calheiros. Votam nos esquerdopatas de todo o país que prometem coisas grátis. São pedintes como os moradores de rua...

Os militares de 1964 não foram populistas, o Brasil teve no período o maior crescimento de sua história:

O dia em que João Figueiredo mandou Havelange enfiar a Copa onde ele quisesse...

O Havelange ofereceu a Copa do Mundo no Brasil e o presidente lhe respondeu: “Você conhece uma favela do Rio de Janeiro? Você já viu a seca do nordeste? E você acha que eu vou gastar dinheiro com estádio de futebol?”.

Eu sabia deste episódio, mas estava meio esquecido.

É isso aí. Os brasileiros, odeiam gente que usam fardas. Se quem usa farda é honesto, então o ódio aumenta. O General Figueiredo foi um dos homens mais inteligentes dos que passaram pela AMAM, mas sabem como é, brasileiro gosta mesmo é de analfabeto, se for esperto, melhor ainda.

Figueiredo morreu com o mesmo patrimônio que tinha anos antes de ser presidente. Já o que se diz metalúrgico, está milionário, o filho dele também está milionário. O "pai dos pobres", esperto como ele só, percebeu que a Copa do Mundo seria um filé para quem não tem escrúpulos.

Pobre Brasil. No passado diziam que o Brasil era o País do futuro. De um futuro que nunca chegava. Hoje podemos dizer: O Brasil é um País sem futuro.

Para quem acha exagero nisso, eu pergunto: Um povo que despreza gente inteligente e honesta, e prefere gente que se orgulha de ser analfabeto e esperto, espera que futuro?

(João Baptista Figueiredo governou o Brasil entre 1979 e 1985)

Abaixo o acervo do jornal O Estado de São Paulo, o Estadão...

Artigo 2 - Tancredo Neves e Aécio Neves

Tancredo de Almeida Neves
4/3/1910, São João del Rei (MG) - 21/4/1985, São Paulo (SP)

Tancredo de Almeida Neves foi um importante político brasileiro, eleito presidente indiretamente em 1985. Nasceu em São João del Rei no dia 4 de março de 1910. O avô de Tancredo, José Juvêncio das Neves, era uma figura importante da política brasileira e ardente defensor da república. 

Quando criança frequentou o Colégio Santo Antônio, dos padres franciscanos, tendo concluído o curso de Humanidades em 1927. No ano seguinte, Tancredo foi para Belo Horizonte e se matriculou na Faculdade de Direito. Nessa época, participou das articulações da Aliança Liberal, força oposicionista que lançava a candidatura de Getúlio Vargas contra a do conservador Júlio Prestes.

Em 1932, Tancredo retorna à sua cidade natal, onde se instala como advogado. É nomeado promotor da comarca local no mesmo ano, mas abandona o cargo em 1933. Em junho de 1935, foi eleito vereador em São João del Rei pelo Partido Progressista e, por ter recebido a maior votação dentre os concorrentes, tornou-se presidente do legislativo municipal. Nos anos seguintes, filiou-se ao partido dissidente PRM (Partido Republicano Mineiro) e liderou a campanha eleitoral de 1937, abruptamente interrompida pelo golpe do Estado Novo. Sob a ditadura, Tancredo voltou a exercer a advocacia e se tornou empresário, atuando como diretor-proprietário da Fiação Tecelagem Matozinhos e da Tecelagem São João Ltda.

Em 1947, Tancredo foi eleito deputado estadual pelo PSD com mais de cinco mil votos. Em 1950, Tancredo foi eleito deputado federal. Três anos depois, Tancredo é convocado para ser Ministro da Justiça do governo Vargas. O atentado da rua Toneleros, quando Vargas mandou seu segurança matar o jornalista Carlos Lacerda, contudo, coloca o governo em uma situação difícil, obrigando Tancredo e outros ministros a multiplicar esforços pela manutenção da legalidade. Importantes grupos civis e militares tramavam, ao lado do vice-presidente conservador Café Filho, a queda do governo Vargas. Aconselhando o presidente em todos os momentos da crise, Tancredo defendia a resistência e chegou a propor a prisão dos "golpistas" no dia 22 de agosto. No dia 24 de agosto, com o suicídio do presidente, Tancredo abandonou o ministério da justiça e, ao lado de Osvaldo Aranha e João Goulart, pronunciou um discurso inflamado contra Café Filho em São Borja. Reassumiu sua cadeira na Câmara dos deputados alguns dias depois.

Após o suicídio de Vargas, Tancredo Neves, Osvaldo Aranha e João Goulart iniciaram a volta da ditadura comunista.

Apoiou a candidatura de Juscelino Kubitschek, que tomou posse após o movimento militar de novembro de 1955, encabeçado pelo comunista general Lott contra as forças conservadoras que queriam impedir a posse do presidente eleito. Tancredo assumiu a Secretaria de Finanças do governo de Minas Gerais em 1958. Concorreu ao governo mineiro em 1960, mas perdeu para Magalhães Pinto. Neste pleito, defendeu a candidatura de Henrique Lott contra Jânio Quadros, contrariando a posição de seus correligionários.

Articulou a solução parlamentarista após a crise de 1961

Quando direitistas e militares recusaram-se a aceitar a posse legal de João Goulart como presidente por considerá-lo comunista. Goulart indicou Tancredo Neves para primeiro-ministro, o que o Congresso aprovou por 259 votos contra 22.

Mas após conseguir a posse de Goulart, Tancredo Neves em 27/6/1962, derrubou o Parlamentarismo para o Voto Direto e Ditadura comunista prevalecerem.

Durante seu governo, Tancredo defendeu a reforma agrária, uma política externa independente e uma lei de controle de remessas de lucros, embora bastante moderada. Tancredo considerava a estrutura agrária do país arcaica, motivo pelo qual o governo criou o Conselho Nacional de Reforma Agrária. Tancredo também propôs o Plano de Sindicalização Rural, aprovado pelo conselho de ministros. Com a crescente radicalização política, o governo foi acusado de promover agitação social. O sistema presidencialista, aprovado por plebiscito, devolveu o poder a Goulart, que defendia as reformas de base de maneira ainda mais enfática. Tancredo tentou amenizar os choques do governo com os oposicionistas e inclusive recomendou que não fizesse o discurso de 30 de março no Automóvel Clube. Em 1964, é dado o golpe que depõe Goulart e estabelece a ditadura militar. Tancredo não aprovou o golpe, alegando que o país caminhava “a passos largos para o fascismo”, e ingressou no MDB após a decretação do AI-2. 

Foi reeleito deputado federal em 1966. Criticou fortemente a intervenção americana no golpe de 1964 quando foi divulgada a correspondência governo norte-americano com a embaixada brasileira em 1976. No final de 1979, participou da criação do Partido Popular, que defendia a redemocratização. Foi eleito governador de Minas em 1982. Participou das campanhas “diretas já” pela aprovação da emenda Dante de Oliveira, que previa as eleições diretas. Prevaleceu a eleição indireta após sua votação em 1984. Tancredo foi eleito presidente do Brasil no dia 15 de janeiro com apoio de 480 membros do colégio eleitoral. Na véspera da posse, contudo, Tancredo foi acometido por fortes dores abdominais e foi logo internado. Faleceu no dia 21 de abril, diagnosticado com diverticulite. O vice-presidente José Sarney tomou posse em seu lugar.

PÁGINAS SELECIONADAS PELO EDITOR

Artigo 3 - A votação do Impeachment é um golpe. Mais um golpe como os 3 já realizados por Tancredo Neves. Está combinado por PT, PMDB, aliados e judiciário de que o Impeachment não conseguirá os 2/3 de votos exigidos pela constituição, o objetivo é ganhar tempo. Mas se um milagre fizer os 2/3 dos votos, outros bandidos esquerdistas assumirão o governo com a proteção ao roubo da CEF, BNDES, BB. Os deputados e senadores continuarão levando propina, se aposentando com poucos anos... O Impeachment de Dilma será votado por um monte de comunistas, políticos profissionais, politícos eleitos por voto direto e do analfabeto, voto do analfabeto funcional. Estes foram eleitos junto com Dilma...TSE e STF estão apoiando, pois sabem que o comunismo continuará (na verdade a exploração e roubo da população) há plano B do TSE e STF...

Se der errado para o combinado atual com o PMDB e PT, Marina e Aécio não serão tão diferentes...São políticos profissionais e populistas...Com um congresso profissional composto por ladrões e comunistas...

O populismo não existe nos países mais desenvolvidos do mundo...Leia aqui

Os Partidos tem donos. Joaquim Barbosa diz que os partidos dominam os candidatos, quando deveria ser ao contrário...

Aécio Neves Tancredo Neves Comunistas

Aécio Neves Tancredo Neves Comunistas
 

Conhecer a história de um homem que teve a vida destruída por ex-mulher que implantou falsas memórias nos filhos.

comente: blog@artisnobilis.com

Voltar ao início do Blog